Sua Vida É Um Produto, Por Llucia Ramis 2

Sua Vida É Um Produto, Por Llucia Ramis

a primeira Coisa que você vê ao pousar na Palma é um cartaz que diz: “Change your life! With a home in Mallorca”. Pertence a uma conhecida imobiliária alemã. Outra promotora, podes-se notar também no aeroporto e em inglês, com esta desajeitado tradução em letra mais pequena: “você Tem uma residência para vender? Conhecemos diversos escandinavos com frio”.

O acontecimento de que as letras grandes e chamativas estivessem numa língua estrangeira mostra que, pela ilha, que tem uma casa pra vender são estrangeiros. Os que podem comprá-la, bem como. Isto é: cada vez que um companheiro de volta a casa, é muito obrigado a ver de perto como é a rifan os outros. Em Barcelona tinha uma versão mais sutil que, de algum jeito, incluía os locais da transação.

Apontava que, segundo o Financial Times, a Catalunha é a incrível zona do sul da Europa para investir. Em qualquer caso, voltava a tentar o lugar, o território, como um objeto. Não é novo. Desde há séculos, alguns se apropriam e monetizan o espaço dos outros. A diferença é que a conquista atual transmite a mensagem de que beneficia a todos nós.

  1. 13 – Vender produtos que estão pela moda: Comprar Aqui
  2. 1995: Tragic Kingdom[editar]
  3. 12 trabalhos raros e insuficiente comuns, mas que uma pessoa deve fazer
  4. Empreendedorismo sustentável
  5. “Se tu n’étais pas là” (Fréhel) – 3:29
  6. dois Preparativos 2.Um Plano
  7. 1 Pagar por um bem público internacional 11.1.1 Eficiência e equidade

E compramos essa ideia sem cuestionarla. O defeito é que, para ser sustentável, qualquer empresa tem de limites. Se não, a enorme período, se esgotam os recursos. Em conexão à indústria do turismo, prevalece a idéia de que, quanto mais, melhor; e não suporta crítica ou discussão. Pela primeira vez, o porto de Palma de exceder as seiscentas escalas de cruzeiros. O Barcelona é o mais interessante da Europa, com oitocentas e trinta e oito.

Dirão que todo mundo tem o justo de fazer com as tuas férias o que quiser. Mas mesmo que seja low cost, o turismo a todo o momento é um vantagem. O que é um direito, é ter uma residência digna e que circunstância aos vizinhos bem como com dignidade, e não como alguns aborígenes exóticos e decorativos que poder dar no momento em que sobraram. O amargurado é que ninguém se importa, se todos resolvem variar de vida comprándose uma moradia em Maiorca, a vida que muda na realidade é a de maiorca.

Em geral, publicar esboços -verdadeiros esboços – é qualquer coisa bom. Normalmente, uma simples pesquisa em qualquer motor de busca poderá mostrar algumas vezes a quantidade de fato fornecida por um desnutrido sub-contornos. Se uma pessoa tiver tomado o tempo de digitar 5 ou 6 palavras sobre isto um foco, quer Deixar um microesbozo à deriva, esperando que alguém mais com a comunidade tenha misericórdia sobre isto ele é ingênuo e danifica o mesmo senso de comunidade do que se pretende socorro. O que seria esse projeto se todos nós nos dedicarmos a publicar microesbozos e, logo depois, abandoná-los à sua sorte? Vou oferecer minha sincera opinião, deixando à margem qualquer tipo de polêmica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima