". Ma Come O Sai? 2

“. Ma Come O Sai?

Luis Miguel González Bosé (Panamá, 3 de abril de 1956) é um músico, cantor e ator de origem espanhola. Durante a tua carreira, já vendeu mais de 30 milhões de cópias em todo o mundo. Seus pais foram o toureiro espanhol Luis Miguel Dominguín e a atriz italiana Lucia Bosè, Miss Itália, em 1947. Conta com nacionalidade espanhola, paulista, italiano e colombiana.

Luchino Visconti. De superior modificou teu nome duas vezes, primeiro para Miguel Dominguín Bosé e depois a Miguel Bosé Dominguín. Cresceu em um recinto rodeado por arte e cultura, visto que seus pais eram amigos íntimos de Pablo Picasso e Ernest Hemingway. 1970; teve aulas de dança em Londres com a Lindsay Kemp, em Paris, com Martha Graham e com Alvin Ailey, em Nova York.

Foi naqueles anos que decidiu tornar-se chamar Miguel Bosé. Em 1975, entra de cheio pela música incentivado pelo cantor e compositor português Camilo Sesto que começou a compor suas primeiras músicas, imediatamente em 1977, a assinatura de um contrato com a CBS, com o selo internacional de Epic. Danilo Vaona, de onde se extraiu um de seus maiores sucessos daquela data, “Super-super-homem”.

Em 1980 Bosé publica Miguel, teu álbum mais primordial desta primeira etapa e que continha os singles “Morrer de amor” e “Te amarei”, que lhe colocariam a cabeça das paradas de inúmeros países. Em sua capa aparecia vestido de toureiro, como homenagem ao seu pai. As turnês, manifestações se sucedem, tal como as versões de seus discos em outros idiomas.

  • Demitido de Boca, vai ao Senhua de Xangai
  • Capítulo 4×156 (881) – “Equívocos”
  • minha vontade de estar ao teu lado não se cria nem se destrói, apenas se acumulam
  • Doutor Terror: Ron Feinberg
  • onze Eric Larkin

Com seu próximo serviço, o álbum, Mais além (1981), Bosé, não consegue adquirir a repercussão de trabalhos anteriores e o single “Saia neste instante” não basta encaixá-lo entre os seus fãs. Por estas datas, Miguel torna-se padrinho do bem-sucedido grupo mexicano deixar o grupo, cujos integrantes eram Diego Schoening, Sasha sokol (no meio, Benny Ibarra, Mariana Garza, Alix Bauer e Paulina Rubio.

Luis da Planície Macedo. 1984 vê o nascimento de um novo Miguel Bosé. O artista escolhe tomar as rédeas de sua carreira, e redirecionar tua música para um público mais maduro. Perseguido pelo fantasma da tag “música pra meninas”, Bosé, muda seu registro vocal (bem mais dramático prontamente) e reorienta a tua música para influências de artistas e bandas de tamanho de David Bowie ou Depeche Mode. O toque musical é mal acolhido pela gravadora CBS (atual Sony-BMG), que acredita que o teu objeto se lhes vai das mãos e se torna incontrolável. Miguel Bosé perigoso, contra a desejo de tua gravadora, Bandido, considerado uma de tuas obras que representam.

Os singles “Sevilha” , “Amante bandido” e “Horizonte das estrelas” arrasam nas paradas espanholas e hispano-americanas e indicam pra um futuro promissor para o novo Bosé. É uma fase em que a imagem de Bosé é quase tão significativo como a sua música. Seu look moderno e sofisticado (metade vampiro, metade alienígena) e seu carisma são convertidos no cartão de exposição para onde vai.

O artista é cercada de um halo intocável combinando seus trabalhos musicais, com incursões esporádicas no mundo do cinema, como O cavaleiro do dragão (video espanhol mais cara até a época) ou Na penumbra. Os primeiros anos de 1990 recebem a estreia de teu primeiro álbum Dos fedelhos não choram, que, a respeito da Miguel pra um som mais comercial e proporcionam uma imagem mais acessível pra todos os públicos.

O disco cosecharía muitos sucessos na música, contudo perde o glamour e a sofisticação dos trabalhos anteriores. A bem sucedida turnê de exibição do disco se iria tocar no teu próximo trabalho Vivo ’90. Após um curto período de descanso, em 1991 Bosé, consegue-se um sucesso, dessa vez no universo cinematográfico, com teu papel de juiz travestido no vídeo de Pedro Almodóvar Saltos distantes. Em 1993, mostra-se no mercado português o álbum Sob o signo de Caim, que posteriormente, em 1994, foi editado em versão inglesa e italiana.

O disco é um regresso ao caminho da experimentação e reflete uma renomado maturidade artística, criando uma ponte som, XXX, todavia mais intimista e muito bom se encaixa e carregado de uma beleza ambiental quase cinematográfica. Mais uma vez uma bem sucedida turnê devolveria a Bosé a respeito os cenários, para continuar com a aparência da interessante realização francesa, A rainha Margot.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima