Gatos Do Antigo Egito 2

Gatos Do Antigo Egito

Precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo da Wikipédia. Carece de referências ou referências que apareçam em uma fonte respeitável. O gato era um dos vários animais fantásticos cujos atributos veneravam-no Antigo Egito. Se associava-se sobre isso tudo com a proteção. Inicialmente era uma encarnação do deus Ra como matador da serpente Apophis, no entanto atingiu o sumum de tua interferência quando se considerou encarnação da deusa Bastet. São conhecidas 3 espécies do gênero Felis, que viveu no Antigo Egito. O gato selvagem da África ou gato do deserto (Felis silvestris libyca) é a espécie mais difundida.

É endêmica, é encontrada em todas as partes, salvo o Saara e a floresta tropical. Seu tamanho varia de cinquenta a 75 cm três a sete kg Tem uma morfologia parelho à dos abisinios atuais; os grupos que vivem na selva possuem uma pelagem escura, os que vivem no deserto, mais claro.

Animal preferencialmente noturno, caça ao crepúsculo ou à noite. No dia se resguarda do calor em tocas ou árvores. O gato dos pântanos ou chaus (Felis chaus) vive em zonas húmidas (estende-se até a Ásia). É superior do que um gato selvagem, no entanto de pernas curtas; medindo de sessenta a setenta e cinco cm

dez e 15 kg, Tem focinho grande e fino, orelhas terminadas em pincéis pretos e cauda-anelada. A pelagem é marrom escuro ou marrom-escuro, com listras pretas nas patas dianteiras. Os gatos, como encarnação de Bastet, eram mumificados. O respeito que recebiam depois da morte reflete o que inspiravam pela vida.

  • Frei tuck
  • Edward Kadunc
  • Safira de reinado dos reis católicos, Hylocharis eliciae
  • quatro Por que há tantas raças de cães
  • Uma colônia de formigas
  • 1 Mecanismos supressores de tumores
  • Jugueteas jogá-lo por meio do decimo caminhar, total, se remove trinta ou 40 de existência

O historiador grego Heródoto escreveu que os egípcios se situavam ao redor dos incêndios, pra certificar-se de que nenhum gato está fora pra queimar. A morte de um gato, escreveu, a família estava de luto e raspando as sombrancelhas em sinal de tristeza. Os milhares de múmias de gato encontradas em cemitérios pra gatos exercem-nos reflexionar que era o animal mais popular do Egito Antigo.

No século XlX os Ingleses foram chamaram o teu nação cerca de 300.000 pra reduzi-las a pó, e fazer adubo. Entretanto, o enorme número de múmias de gatos encontradas poderá ser explicado também pelo teu tamanho nanico (se enterra mais com facilidade um gato que um touro). Nos palácios, o gato era o animal de estimação por excelência, formado em abundância.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima