Cervera Obregón, Marco A. "O Macuahuitl 2

Cervera Obregón, Marco A. “O Macuahuitl

O estado asteca estava centrado em redor da expansão militar e do predomínio político sobre isso outros povos, além da determinação de tributo de novas cidades-estado, pelo qual a guerra era a força básica na política mexicana. O sacrifício de cativos de briga era uma porção interessante de vários festivais religiosos dos astecas.

A guerra foi a principal força motriz da economia do império e da religião asteca. Moctezuma tinha um arsenal, em seu palácio ou perto dele, que continha chimallis (escudos), macuahuitls (espadas de obsidiana) e tepoztopillis (lanças), entre novas armas, novas das quais, segundo as crônicas, eram feitas em metais e pedras preciosas.

Ao entrar em batalha, os astecas tinham 2 objetivos. O primeiro objetivo era político: a submissão das cidades-estado inimigas, a fim de comprar o tributo igual e estender a hegemonia política mexicana. O segundo objetivo era religioso e sócio-económico: a tomada de cativos pra serem abatidos em cerimônias religiosas. Estes dois objetivos influenciaram a sua maneira de fazer a briga. A maioria das lutas tiveram motivações políticas e foram impulsionadas por expectativas de nobreza pra com o huey tlatoani.

  1. A ausência de humor poderá terminar influenciando em nossa relações sexuais
  2. Desde que você chegou eu não espero que ninguém mais
  3. O Guerreiro (The Warrior)
  4. Para se tornar um modelo
  5. Capitão, há algo mais que você podes fazer por mim, entretanto eu não entendo como relatar isto

A disputa propiciou o avanço econômico do império, pela ampliação dos territórios imperiais, aumentando as referências de matérias-primas pro comércio e para o consumo interno. Isso foi possível por causa perspectiva dos plebeus de possuir uma chance de subir na comunidade através de façanhas nas lutas.

A primeira ação de um tlatoani eleito era a toda a hora uma campanha militar com o duplo propósito de mostrar a tua aptidão como guerreiro, do mesmo jeito que deixar claro que seria tão duro a respeito qualquer conduta rebelde como o seu antecessor. Além do mais, também era pra fornecer abundantes cativos pros festejos de sua cerimônia de coroação.

Uma campanha falhada era visibilidade como um presságio particularmente funesto pra figura do tlatoani, por causa de poderia querer dizer rebeliões em cidades-estado (sucessão) submetidas por anteriores tlatoque e a nobreza poderia duvidar de tua experiência de governo. Este foi o caso de Tizoc, que foi envenenado na nobreza depois de diversas campanhas militares sem sucesso. As fortificações não costumavam ser usadas pelos astecas para controlar o território dentro de seu império, no entanto há exemplos de fortificações desenvolvidas pelos astecas.

um Outro tipo de luta praticado pelos astecas foram as chamadas batalhas floridas (xochiyáoyotl). Este tipo de disputa se praticou com menores exércitos, com prévio acordo entre as partes envolvidas. Não estavam destinadas a sucessão de tomar o oponente, porém que serviu para outros fins. Um era a tomada de cativos pro sacrifício, e esta foi sem sombra de dúvida uma porção significativo da maioria das batalhas astecas.

Frei Diego Durán diz em tuas crônicas que o xochiyáoyotl foi determinado por Tlacaélel durante a vasto fome da Mesoamérica (1450-1454) perante o reinado de Montezuma Ilhuicamina. Essas fontes sobressaem que Tlacaelel organizou com os dirigentes de Tlaxcala, Cholula e Huexotzingo, pra participar de disputas rituais que proporcionassem a todas as partes suficientes vítimas pra apaziguar os deuses.

1. Demonstrar a superioridade militar asteca. 2. Enfraquecer gradualmente a outros sucessão. 3. Subjugar adversários mais difíceis, como os tlaxcaltecas, sem prejudicar outras atividades do império. 4. Convencer as pessoas, em tal grau para os próprios astecas como outros povos, de que era melhor não desobedecer ao império, coisa que reafirmou com os sacrifícios feitos no Templo Maior de Tenochtitlan. O exército asteca estava ordenado em 2 grupos. Os plebeus, os quais foram organizados em divisões chamadas calpulli, as quais estavam sob as ordens de um tiachcahuan e/ou de um calpoleque; e os nobres, que foram organizados em sociedades de guerreiros profissionais.

Além do tlatoani, os dirigentes dos guerreiros astecas foram o grande general, ou tlacochcalcatl, e os generais da tropa ou tlacateccatl. O tlacochcalcatl e os tlacateccatl bem como tinham que nomear um sucessor antes de dirigir-se para cada batalha, a final de que, se morressem, poderiam ser substituídos neste instante. Os sacerdotes bem como tomaram porção pela luta, levando as efígies de suas divindades pela luta ao lado dos exércitos. A imagem abaixo mostra o tlacateccatl e ao tlacochcalcatl, juntamente com outros 2 oficiais (por ventura sacerdotes) populares como huitznahuatl e ticocyahuacatl, todos vestidos com seus trajes de competição ou tlahuiztli.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima