↑ A B C Lester, 213 2

↑ A B C Lester, 213

Sevilha, 22 de fevereiro de 1512) foi um mercador, navegador e cosmógrafo florentino, naturalizado espanhol em 1505, que participou de pelo menos duas viagens de exploração ao Novo Mundo, continente que hoje em dia se chama América na sua honra. Lisa di Giovanni Mini. Lhe puseram o nome de seu avô, que morreu em 1468. O mais velho dos irmãos, Antonio, estudou Direito e o segundo, ao mesmo tempo, tornou-se sacerdote.

Américo teve bem como um irmão, Bernardo, e imensos outros que faleceram pouco tempo depois de nascer. Giorgio tinha doado à cidade em 1450 sua interessante coleção de livros e pela mesma data tinha aberto uma instituição para os filhos dos aristocratas florentinos em teu convento de San Marcos. No início da década de 1470 o clã dos Vespucci encomendou ao pintor florentino Domenico Ghirlandaio, por assim sendo ainda pouco famoso, um retrato de família para decorar uma capela da igreja de Ognissanti.

  1. 10 coisas que você odeia ou odiaste de levar brackets
  2. três A: a agitação
  3. Capítulo 3×198 (677) – “Cavaleiros Andantes”
  4. dezenove Que tem que ver de perto
  5. Capítulo 3×030 (509) – “Segunda Oportunidade”
  6. 1, Um espaço, duas merchandising

No século XVI Giorgio Vasari citou que um dos retratados era Américo, porém não há evidência direta de fazer isso. Em 1478, a reação dos Médici à falha de conspiração dos Pazzi, o que precipitou o confronto de Florença, o papa Sisto IV, e causou a disputa com o reino de Nápoles. Lorenzo, o Magnífico, decidiu enviar um embaixador para a corte de Luís XI, em Paris, para que o monarca francês declarasse competição à Nápoles.

Escolheu, para essa finalidade, a Guidantonio Vespúcio, outro dos membros ilustres do clã Vespucci. A incumbência foi um fracasso, por causa de Luís XI, estava ainda digerindo a anexação do ducado de Borgonha e se recusou a entrar em luta, na Itália. Tio e sobrinho foram chamados voltando a Florença, em 1480, depois de assinada a paz com o Nápoles e a normalização de relações com o Papado. A fortuna dos Vespucci estava em lenta decadência, desde há décadas. Seu pai queria que Amerigo se dedicar exclusivamente aos negócios do clã.

Conseguiu que desistiera de estudar pela Universidade de Pisa, e, graças aos esforços de Guidantonio, que se utilizou em Florença, como agente comercial pras ordens de Lorenzo di Pierfrancesco de Medici e o seu irmão Giovanni. Enquanto esteve em Florença, a tua principal ocupação foi como comissionista pela compra-venda de pedras preciosas para conta de terceiros.

Florença começava a convulsionarse na denúncia moral do frei Girolamo Savonarola. De acordo com o seu testamento, o garoto se tornou desse jeito o principal responsável pelas finanças da família. Tinha experiência por esse campo: foi nomeado liquidatário judicial dos bens confiscados aos conspiradores Pazzi e estava por aceder ao cartório de la Signoria.

Seus 2 irmãos, Girolamo e Bernardo, não estavam em compensação à altura da responsabilidade: eram de feitio molengo e boêmio, e tinham achado outros rumos muito distante da cidade. Em Florença Amerigo teve uma filha com uma mulher sem estar casados. Diga-me como é sua filha e a mãe, e certa mulher chamada Francesca. A cada 1 mil recordações. Gostaria de saber se a Lisandra está bem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima